Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018
Brasil

PF aprofunda investigações para descobrir se outras pessoas estão envolvidas em ataque a Bolsonaro

Publicada em 10/09/18 às 09:38h - 113 visualizações

por Rádio Ativa Naviraí


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Agressor do deputado Jair Bolsonaro deixa a Polícia Federal em Juiz de Fora após cerca de três horas de interrogatório  (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)
A PF (Polícia Federal) ainda continuará investigando se outras pessoas estariam envolvidas no ataque ao candidato Jair Bolsonaro (PSL), na última quinta-feira (8), em Minas Gerais.

Foi autorizada a quebra do sigilo bancário de Adélio Bispo de Oliveira, e com isso, a polícia vai aprofundar as investigações para saber se outras pessoas estariam envolvidas no atentado. Os advogados, num total de quatro, de Adélio afirmaram terem sido contratados pela igreja que a família dele frequenta.

Já a igreja Testemunhas de Jeová, em Montes Claros, em comunicado disse que não teria contratado nenhum advogado para Adélio, e que a família dele não seria seguidora da igreja.

Duas pessoas seriam suspeitas de terem participado do crime em conjunto com Adélio, sendo que uma está internada no hospital após se envolver em uma briga. Segundo a Agência Brasil, Adélio teria pago R$ 400 adiantado pelo maior quarto onde ficou hospedado em Minas Gerais.

Ele foi transferido para o Presídio Federa de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. A defesa de Adélio descarta a participação de outras pessoas no atentado contra Jair Bolsonaro. A ideia do ataque teria surgido três dias antes.
MidiaMax



Deixe seu comentário!

ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (67) 9 9600-9214

Visitas: 972731
Usuários Online: 103
Copyright (c) 2018 - Rádio Ativa Naviraí