Ativa Naviraí | Notícias, Imagens, Vídeos e Entrevistas

MENU
Logo
Domingo, 17 de outubro de 2021

Política

Em almoço com Lula, Zeca do PT mantém pré-candidatura a governador do Estado

Ele também ficou com a missão de agendar entrevistas em rádios no Estado e definir data para ato com petistas

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O ex-governador José Orcírio Miranda dos Santos (PT) e o deputado federal Vander Loubet (PT) chegaram atrasados em Brasília (DF) ontem (04), para a reunião com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Os dois líderes do partido em Mato Grosso do Sul foram chamados para falar sobre o cenário estadual e receberem orientações para as eleições 2022. Lula convidou Zeca para almoçar na sequência e aproveitaram o tempo para prorrogar as articulações.

"Apesar de chegarmos atrasados, a fala dele foi muito boa. Fez uma avaliação bem ampla do cenário e a conjuntura do momento. Terminamos por volta das 13h30 e ele me convidou para almoçar. Aproveitamos um bom tempo para avaliar os cenários do Estado. Passei para ele o quadro que se desenha e definimos que daqui a semana que vem, devo articular para ele entrevistas nas rádios em Dourados e definir uma data para ato em alguma cidade daqui. Mantemos a minha candidatura a pré-governador", revelou Zeca.

Segundo ele, Lula estava muito alegre e motivado. "É sempre bom e agradável rever o Lula. Ele vai para a Europa agora, passará pela argentina como primeiro país da América do Sul. Está preparando a agenda internacional na Inglaterra, Alemanha, Espanha para falar do momento e da crise que o Brasil vive na economia, desemprego, pandemia, miséria, a concentração brutal de riquezas de alguns."

Somente após o compromisso internacional, o ex-presidente deve marcar agenda em Mato Grosso do Sul. "Até fiz um convite para ele ir até o sítio para comer um carneiro e ele gostou da ideia", completou Zeca.

Para o deputado federal Vander Loubet, ficou claro o alinhamento partidário para as eleições do ano que vem. "Ele [Lula] também acredita que será uma eleição polarizada mais uma vez. Não tem espaço, nem tempo para a construção da tal terceira via. Por isso, temos que nos preparar para derrotar o Bolsonaro. Em Mato Grosso do Sul, nossa tarefa daqui para frente será retomar as visitas e as caminhadas por todo o Estado, reafirmando o nome do Zeca como nosso pré-candidato a governador e construindo nosso programa de governo em conjunto com as lideranças e as comunidades. Também vamos intensificar o diálogo com todas as forças partidárias para que a gente possa montar não somente um palanque forte para o Lula, mas uma aliança forte contra o Bolsonaro."

Lula cumpre agenda em Brasília até quinta-feira (07), período que vai conversar com setores do Centro, uma parte do MDB, além de ter novos encontros com PSD e empresários. "E ele nos colocou que, além dessa frente que nós já temos no campo democrático popular da Esquerda, precisamos tentar buscar, se possível, já para no 1º turno, uma parte do Centro. A preocupação que eu senti na fala dele é que ele não quer deixar que o Centro todo se articule com Bolsonaro", comentou Vander.

Fonte/Créditos: CG News

Comentários: