Ativa Naviraí | Notícias, Imagens, Vídeos e Entrevistas

MENU
Logo
Quarta, 19 de janeiro de 2022

MS EM FOCO

Governo do Estado vai reforçar monitoramento contra Ômicron; variante considerada de preocupação pela OMS

Dentre as principais medidas a serem tomadas pela pasta, está a testagem rápida nas fronteiras e quarentena para viajantes

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Secretário Estadual de Saúde Geraldo Resende, anunciou que vai reforçar o monitoramento contra a Ômicron em Mato Grosso do Sul. A cepa foi definida como variante de preocupação pela (OMS) Organização Mundial de Saúde na última sexta-feira (26).

Dentre as principais medidas a serem tomadas pela pasta, está a testagem rápida nas fronteiras, medida adotada no início da pandemia. "Vamos fazer agora a vigilância de saúde por via terrestre e aérea. Quando uma pessoa chegar em Mato Grosso do Sul, vamos testar e colocar em quarentena", declarou.

Sem muitas informações concretas sobre a variante que está se propagando com velocidade ao redor do mundo, Resende disse não haver muito a ser feito.

"Vamos fazer a mesma coisa, é a mesma situação das outras. Iremos verificar os desdobramentos dos estudos dessa variante. Se é mais contagiosa, mais agressiva e prosseguir nessa linha. Não há muito o que fazer agora", pontuou.

Resende disse ainda que a preparação da secretaria durante o período pandêmico, é que  vai fortalecer o enfrentamento à doença caso chegue no território Sul-Mato-Grossense.

"Nos preparamos ao longo do tempo para todos esses processos. A experiência que acumulamos vai nos ajudar a enfrentar casos como esse. Precisamos agora, fazer com que os não imunizados vão se vacinar, e acelerar esse processo!".

Assim como Geraldo Resende, a  infectologista Mariana Croda alertou que medidas já adotadas anteriormente continuem sendo consideradas. "Não podemos relaxar, enquanto não sabemos muito, é preciso manter as medidas, principalmente o uso de máscara e a exigência da vacinação".

Descoberta na Àfrica do Sul, a variante Ômicron possui 50 mutações, e mais de 30 são da proteína 'skip', porta de entrada do vírus nas células, que é o alvo de grande parte das vacinas contra a Covid-19.  

Confira os países atingidos pela variante

  • África do Sul: 77 casos na Província de Gauteng
  • Alemanha: 2 casos na região da Baviera e 1 no estado de Hesse
  • Austrália: 2 casos confirmados em Sidney
  • Bélgica: 1 caso
  • Botsuana: 4 casos, todos de estrangeiros que foram ao país missão diplomática e já deixaram o país
  • Dinamarca: 2 casos
  • Holanda: 13 casos foram detectados entre 61 passageiros que desembarcaram no país vindos da África do Sul
  • Hong Kong: 1 caso
  • Israel: 1 caso confirmado e mais 7 casos suspeitos
  • Itália: 1 caso confirmado
  • Reino Unido: 3 casos confirmados, um deles em Chelmsford e o outro em Nottingham. O terceiro caso é de um viajante que já não está mais no país.
  • República Tcheca: 1 caso confirmado em Liberec

Fonte/Créditos: Correio do Estado

Comentários: